• Fundação José de Paiva Netto

Revista BOA VONTADE destaca ações pela Educação e contra a fome


O novo número da publicação (268), lançado nesta terça-feira, 1º de fevereiro, traz como matéria de capa o preparo da Legião da Boa Vontade para oferecer a seus alunos a melhor experiência dentro da estrutura do Novo Ensino Médio, estabelecido pelo Ministério da Educação por meio da Lei nº 13.415/2017. A Escola da Instituição em São Paulo/SP já implementou as mudanças necessárias para ofertar a novidade do modelo de ensino: os itinerários formativos, que visam aumentar a prática do conteúdo teórico, motivar e engajar ainda mais os estudantes nos estudos. Tudo isso sem perder de vista o diferencial proposto pela Pedagogia do Afeto e pela Pedagogia do Cidadão Ecumênico, ambas concebidas pelo educador Paiva Netto, que é o de aliar os valores da Espiritualidade Ecumênica, tais como a ética, a empatia, e a solidariedade, aos conteúdos pedagógicos.


Na revista, destaque também para duas grandes frentes de trabalho que se somam aos serviços e programas promovidos pela Legião da Boa Vontade neste 2022: As campanhas LBV — Educação: Futuro no Presente!, que tem como meta entregar, entre janeiro e março deste ano, mais de 20 mil kits de material escolar a crianças e jovens de todo o Brasil, e a SOS Calamidades, que, em cinco meses, deve beneficiar 376 mil pessoas em ações emergenciais por conta das chuvas e da fome, seguindo o trabalho da Entidade no enfrentamento à crise sanitária do novo coronavírus. As doações podem ser feitas diretamente pelo site lbv.org


O artigo “Sustentabilidade pela Economia Celeste e Reeducação”, do educador José de Paiva Netto, que também é jornalista, escritor e diretor-presidente da LBV, é o grande destaque da publicação. Nele, o autor afirma: “É imprescindível reeducar e ecumenicamente espiritualizar as nações, fazendo com que vejam além do intelecto”.


Por fim, em “Saúde”, o assunto é o impacto da pandemia na redução da doação de órgãos. Um estudo publicado pelo jornal científico The Lancet Public Health aponta que o número de transplantes de órgãos no mundo teve uma queda de 31% em 2020, na primeira onda da Covid-19, em comparação a 2019. Para esclarecer sobre o tema, a entrevista com o ex-presidente da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO), dr. José Huygens Parente Garcia.


Conheça todo esse conteúdo, veiculado pela plataforma Revista Digital Online (RDO). Acesse: www.revistaboavontade.com.br.

0 visualização0 comentário